Saturday, April 22, 2006

O perigo da equivalência moral

Um dos artifícios mais usados pelos socialistas para justificar suas medidas de Social engineering é a equivalência moral.

A lógica é simples: Quando qualquer mal é igualmente perverso, fica muito mais fácil justificar as atrocidades cometidas pelos partidões da vida. Afinal, qualquer pessoa, qualquer país, é cheio de defeitos por menores que sejam.

Infelizmente essa idéia se expandiu de uma maneira incrível, e hoje em dia é um dos problemas mais evidentes da cultura ocidental. E eu nem estou falando mais sobre a discussão entre comunismo e capitalismo. O problema atual é bem pior.

Hoje mesmo eu vi vários exemplos desse tipo de comportamento. Primeiro, um radio host aqui de Seattle chamado Michael Medved, entrevistou um sujeito chamado James Reston Jr, autor desse editorial absurdo no USA Today, aonde ele compara os EUA atual com a Espanha da época da inquisição.

O Medved tentou de todas as formas entender como é que este cara podia comparar um período com o outro, e tudo que o tal escritor dizia é que Guantanamo era um absurdo.

Oras, eu mesmo não concordo com a situação de Guantanamo. Mas comparar a prisão de 500 prisioneiros de guerra com a perseguição e assassinato de milhares de pessoas (estima-se pelo menos 125 mil mortos) que cometerem o único erro de não acreditar no mesmo Deus que o Rei é um completo e total absurdo.

É tão absurdo quanto comparar a tortura daquela época, como a famosa Iron Maiden, com a "tortura" de hoje, que pode incluir música alta da Cristina Aguilera ou ser interrogado por uma mulher de saia.

Qual é o perigo prático desse tipo de falácia? Este. Vejam o seguinte parágrafo:

"E nem adianta discutir quem tem razão, quem tem moral ou não tem. Ao contrário da Segunda Guerra Mundial, quando os dois lados antagônicos se tornaram precisos, sendo fácil distinguir o Bem do Mal, no terceiro conflito que estamos vivendo a confusão é geral."

Por maiores que sejam os erros americanos, a simples idéia de que um brasileiro não sabe qual lado deve apoiar é altamente preocupante.

É esse tipo de irracionalidade que faz esse pessoal aceitar na boa declarações absurdas como essa, políticas assassinas como esta, e continuar enchendo o peito quando dizem que o Bush é o demônio na terra.

Esta é uma das vantagens, talvez a maior, que esses bárbaros atuais tem: Eles não tem dúvida nenhuma sobre de que lado estão.

24 comments:

Igor Taam said...

Agora o problema é o Iran Maiden.

Cláudio said...

A coisa é difícil. LFV também usou deste artifício na sua coluna de quinta feira, igualando os atos praticados pelo MST à violência do latifúndio.

Homero said...

Exato, Cláudio.

Esse papo de dizer que como nós pertencemos ao Ocidente, temos que apoiar tudo o que os líderes do Ocidente defendem, acaba em raciocínios malucos como o do artigo do Veríssimo da quinta feira, dia 20 de abril no O Globo.

Política não é Fla X Flu.

Alías, o útimo post do Alexandre Soares Silva, além de hilário como sempre, critica com propriedade essa ótica de seguir o líder porque ele é o nosso líder.

Paulo said...

Homero,

Nao sei se vc entendeu bem o Claudio.

Em todo caso, o problema nao eh seguir o lider ou nao. O problema eh entender o inimigo. Se vc entender que o Iran, por exemplo, nao tem o menor problema em admitir que quer o barril de petroleo a 100 dolares e que o objetivo final eh o imperio islamico, por mais que vc nao goste do Bush, torcer para que o Iran leve a melhor eh suicidio.

A nao ser que vc seja chegado numa Sharia.

[]s

Edson said...

Hmm, o problema, Paulo, é que dizer que "não é possível escolher um lado certo como era na II Guerra", que é o que diz o Cony, não é o mesmo que "torcer para que o Irã leve a melhor". Quer dizer apenas que não estamos lidando com o "Mal" absoluto, mas com um problema seríssimo, um líder anti-semita podendo entrar em equilíbrio de terror* nuclear com EUA e Israel. Mas partir para a guerra total (só numa guerra total há sentido nessa dualidade que você propõe) com o mundo islâmico pode ser ainda pior para o Ocidente, e na minha opinião isso ainda é razoavelmente evitável.

Mas abraçando a doutrina da guerra preventiva (que não dá nenhuma alternativa ao inimigo a não ser... entrar em guerra!) ou criando um regime terrivelmente instável e aliado dos iranianos ao tentar "democratizar" o Iraque... Bem, aí tudo fica um pouco mais difícil.


*Equilíbrio de terror, vejam bem. O que já é péssimo(e pode obrigar a uma solução de força, admito desde já), mas os iranianos usarem mesmo a bomba é outra história - e esse me parece o principal problema (há vários!) na argumentação do Wall Street Jounal que vc citou, Paulo. Se usarem essas armas nucleares contra Israel (que é quem eles podem atingir), os iranianos autorizariam moralmente a imolação nuclear de sua nação. Eles podem querer briga, é verdade, mas querer se auto-destruir acho que eles não querem não.

Edson said...

Outra coisa: você deve ter notado que eu fiquei algum tempo meio desaparecido, Paulo. É que estou sem computador em casa desde outubro do ano passado, dependendo de Lan Houses e laboratórios da Universidade. Só escrevi o último comentário pq tô com algum tempo livre na casa da minha irmã agora. Anyway, eu continuo lendo esse blog, só não tenho mais tempo de comentar.

O que quer dizer que não vou poder continuar o debate que tudo o que eu disse obviamente vai gerar. Mas aviso logo que devo deixar de ser um excluído digital em dois ou três meses, e aí devo até voltar a ter um blog. Que dessa vez vai encher o seu saco (no melhor dos sentidos, believe me!) mais do que o saudoso Smart, Paulo. :P

Homero said...

Paulo,

Apoiar o Bush ou adotar a Sharia não são as únicas alternativas disponíveis.

[]s

Paulo said...

Edson,
Vc acha mesmo que o problema eh a teoria da guerra preventiva? Dizer que o Iran nao tem opcoes eh estranho. Que tal a opcao de nao dar milhoes de dolares ao Hamas e parar de afirmar que o objetivo final deles eh aniquilar Israel?

Vc esta certo que atualmente ainda eh possivel ficar 'neutro'. Mas ate quando?

E nao se esqueca: Mesmo na 2WW, anos depois do comeco, os EUA, Brasil e muitos outros ainda se julgavam 'neutros'. O tal mal absoluto dos nazistas nao era tao absoluto assim.

Homero,
Como dizem por aqui, when the rubber meets the road, nao vai ter terceira opcao nao. Assim como aposto que os EUA nao se davam muito bem com Stalin, eh preciso que outros paises que discordem dos EUA se deem conta de qual lado eh o deles.

E se fizessem isso agora, quem sabe as chances de uma guerra total nao seria menor?

the deciderer said...

Hi, I'm a lunatic troll, and I just thought this would be a fitting place for me to hang out for a while. Let's talk some grammar: is 'torturered' a real word?

Lunatic Fringe said...

I admire your courage in saying that "Regarding Brazil, I have no problem admiting that I don't like the place. Btw, THAT IS WHY I MOVED!" I agree, it's always easier to leave your crappy turd-world country and make a better life in America, ain't it? I mean, who cares if Brazil desperately needs educated and talented professionals? It's all about YOU. Screw Brazil.

Hey, do all three of your friends here on the blog hate Brazil, too? Right on!

But tell me, how did you hook up this sweet gig, "working on a real job, making the wealth that the corrupt U.S. government spreads aroud"? That sounds intriguing--I want to get a piece of that action! You sound like a real scammer--and that's what I want to be. Heck, I'm just so tired of sitting around making crayon colored posters with my group of loser friends. I'm ready for the easy life.

We should make a blog just for people who left Brazil to make fast cash in the U.S. We can call it "Cowardly Pussies Who Put $$ before Family and Country."

Igor Taam said...

tsc, Paulo, o cara fala como se fosse fácil, fácil, viver em um país estrangeiro...

"fast money", essa foi boa, hein?

Paulo said...

Hahahaha, nao liga nao Igor, esse eh o CPK! Ele ficou tao louco com os foras que eu dei nele la no site da Leila que resolver trazer seu intelecto avancado pra ca.

Essa de xingar imigrantes foi uma das perolas que ele soltou por la. Ele eh tao loon que nem percebe o absurdo que fala.

Mas sabe como eh, temos que ter paciencia com os lentinhos do mundo. Deixa ele se divertir coitado.

Leila said...

Ha ha ha, Paulo, o lunatic está apenas usando as tuas próprias palavras contra você. Tanto tempo aqui nos EUA e ainda não conseguiu perceber quando um americano usa sarcasmo e ironia. Pfffff!

Paulo said...

Ironia? A unica ironia eh ele ter xingado imigrantes no seu blog Leila! E pode ter certeza que ele ainda nem se tocou sobre isso.

Mas sem duvida vc vai dizer que nao foi nada disso, e que o culpado da loucura dele eh o Bush. Nao eh?

Cláudio said...

Paulo, como não acompanho o site que você citou vou ficar sem entender nada.

Chantinon said...

[Iran president says oil prices "very good": report]

Para cada pronunciamento americano que faz o barril subir, não é só o Iran que enche o bolso, ou será que esquecemos que a família Bush bebe desse leite preto.
Não sou totalmente contra o Bush, acho que ele é um Lula que fala inglês, e que mesmo sem saber, às vezes (poucas vezes) acerta.
O curioso é que você ainda escuta aqui: _Tá vendo, os EUA estão perdendo a guerra no Iraque, todos os dias morrem soldados!
Brasileiro comemora quando os EUA ou Argentina perdem, mesmo sem estarem perdendo.
Só espero que os Iranianos não comessem a usar bonés e bandeiras vermelhas, ou Lula e Chaves irão começar a aparecer de "Dishdashah".

hotel-fazenda said...

aowwwwwwwwww CHE

pau castrater said...

jesus, this old post is still the latest one? april 22nd? what are you doing, spending all your time trolling instead of posting? don't you have anything new or interesting to say?

by the way, i'm a huge fan of Iran Maiden--which is your favorite album? Mine is "Killers," before they got into all that satan worshipping stuff, not that i have anything against satan. now, dick cheney, on the other hand, that's some PURE evil right there.

so how's the weather in seattle, pauzinho?

w.a.s.p and brazilian escape from lunny farm said...

Mr Paulo,
It seems that a brazilian patient of ours called leila ( she is in treatment for DASS (desperate approval seeking syndrome) and an american patient called Castrated WASP ( who is in treatment for BBM ( basically being a moron) and is the person Leila is desperatly seeking approval from have both escaped our premises.
If you are aware of any information regarding these two individuals please contact us at 1-800-ISEESTUPIDPEOPLE
Please remember that these are irrational beings and hence dangerous. DO NOT IN ANY CIRCUMSTANCE try to explain to them that 1+1=2 nor argue that for a theory to be proven true and become a law then all premises of that theory must be correct.

Thank you for your time

Leila said...

É "loony", dumbass.

Buscando aprovação de quem? Dos loser geeks da direita? Dos mauricinhos pseudo-libertários? Dos chupadores de chulé? Dos covardes anônimos que jamais teriam coragem de ser tão agressivos na minha frente?

Ha ha ha ha!

É por isso que não aparece mulher nenhuma nesse blog.

Cláudio said...

Chupador de chulé é legal. O que significa?

Paulo said...

Acho que ela esta xingando o Alex, ex-amigo dela que de alguma forma mudou de lado.

Go figure.

Raimundo Arão said...

É verdade, Leila, "não aparece mulher nenhuma nesse blog".

Finalmente concordamos.

Raimundo Arão said...

Não é que o Alex mudou de lado, pode-se dizer que ele só tem um, o dele. O que significa que nem sempre ele vai concordar com o grupinho de beautiful people da Leila. Como ela carrega autoritarismo nas veias, na cabeça dela, torna-se o anticristo quem não está satisfatoriamente do ladinho dela.

Mas não a condenem, é tudo culpa dessa doença dela, a DASS. É uma desgraça. Acaba com a integridade das pessoas de cabeça fraca.