Thursday, August 17, 2006

Nations Unies

Ah, the french.

Meu 1/8 francês dói, mas a verdade é que a França é o melhor exemplo da fraqueza, inépcia e inconsistência que ameaça nossa civilização.

E mais: Se temos esse tipo de problema com uma das "potências do ocidente" para implementar uma solução tão unânime (quando comparado com os outros problemas da região), qual esperança pode se ter numa ONU que funcione?

4 comments:

Roger Moreira said...

que ridículo... se não estavam dispostos a ajudar por que encabeçaram a idéia e fizeram tanta força pra aprová-la? parece coisa de brasileiro.

Homero said...

Nos meus tempos de garoto, a besta fera que a direita americana amava odiar era a União Soviética.

Estranho que ela tenha sido substituída como principal inimigo imaginário pela nação que deu a Liberty de presente à América.

Muito estranho mesmo.

[ ]s

hermenauta said...

Na matéria que li, fala-se que o problema é a indefinição do mandato, incluindo as "regras de engajamento". Do tipo: se atiram em você, você faz o quê ?

Parece que os franceses sofreram muitas baixas na Bósnia por culpa de regras de engajamento inadequadas. Vai ver isso explica.

Mas que pegou mal, pegou.

Paulo said...

Homero,
Se alguem comeca a fazer coisas que te afetam negativamente eh obvio que a fama pegue. A Franca aqui nos EUA nao eh um inimigo, e sim a imagem de aliado nao confiavel. E com razao.

Smart,
Nao acho que o problema seja so esse (apesar de que a politica por tras de qualquer tropa da UN eh realmente um pepino gigantesco). Ouvi no radio hoje que a primeira proposta francesa foi de mandar algo como 200 engenheiros militares! Po, isso so pode ser uma piada de mal gosto. Principalmente porque esse foi a proposta deles! Parece que queriam forcar o cessar fogo de toda forma e agora nao sabem o que fazer (talvez nao acreditassem que Israel aceitaria???)

Isso me lembra umas certas historias das negociacoes pre-Iraque aonde os franceses diziam que iam fazer uma coisa e acabaram fazendo exatamente o oposto...

[]s