Sunday, November 27, 2005

Deadly storms, stupid worms and markets on everything

Essa reportagem do Washington Post fala sobre o recente aumento dos furacões nos EUA.

Diferente do que os 'destruidores' da vida pensam, não há concenso sobre o que está acontecendo. A maioria dos cientistas aliás, acha que o aumento faz parte da flutuação natural desses fenômenos. Como diz um ex-diretor do hurricane research "In the sense of the history of scientific ideas, we're either in the middle of a paradigm shift or a false paradigm shift. The situation would be deliciously ambiguous if there were not thousands of lives and billions of dollars on the table."

Economicamente, a situação é complicada por outros motivos. A migração para a Flórida continua forte. Os preços por lá não param de subir, o que é bom para a economia local mas ruim para o bolso dos contribuintes. Afinal, será que é justo eu pagar pela recuperação de cidades que não param de crescer, mesmo quando os moradores sabem que o perigo de destruição é alto? Será que não é por isso que eles continuam mudando para lá?

Ou será que daqui a pouco o governo, usando a famosa lógica circular, vai querer determinar aonde alguem pode morar ou não?

Ah, essas unintended consequences.

3 comments:

Fernando said...

Também acho injusto, a Florida é um estado que não me serve pra nada já que eu não como laranja, não planejo visitar Orlando e nem pretendo me aposentar por lá. Sugiro devolução imediata à Espanha. :)

Abraços

destruidor said...

Que tal escrever algo sobre a mudança no critério de nomeação dos furações? Hehehehe...

destruidor said...

Ou melhor, furacões.