Tuesday, December 20, 2005

Desorientado

Se eu fosse um pouco mais desconfiado, acharia que o João Sayad andou lendo as discussões que temos por aqui (and not taking my side, that's for sure).

Vejam algumas partes do texto que tem um título um tanto estranho: "Talento" (grifos meus)

"Há conservadores e progressistas, "esclarecidos" ou "atrasados".
Conservadores esclarecidos temem e respeitam a fragilidade das instituições e das relações entre humanos. São depressivos.
Progressistas esclarecidos são gente com fé no diálogo e indignação com o estado das coisas. São ansiosos.

Ambos podem ser de direita ou de esquerda. Qual a diferença entre esquerda e direita?"

"Os brasileiros da minha geração vestiriam imediatamente a carapuça da bronca do patrão, segundo essa leitura. Recebemos um grande país cruel que crescia; deixaremos um país cruel que não cresce."

"Na Washington de Bush, é impossível lembrar de Kennedy."

"Direita é quem lê o texto de uma única forma que vira mandamento ou lei. A esquerda relê, e a cada leitura escreve de novo. Direita são os fariseus, os donos dos textos."

"Há gente de esquerda que é de direita. E gente de direita que é de esquerda. Continuo desorientado. Melhor ler de novo."


Desorientado, sem dúvida.

11 comments:

Cláudio said...

Mais perdido que cego em tiroteio.

Roger said...

Espantosa a capacidade das pessoas de criarem definições esdrúxulas para as coisas...

Fernando said...

estarão mais orientados os que acreditam fielmente nas próprias definições?

[]s

Paulo said...

Fernando,
Mais orientado do que ele qualquer um... Parece aquelas teorias relativistas, que dizem que nada existe, nada eh, nada eh nada.

Po, se for assim eh melhor parar tudo.

Fernando said...

sei, aquelas teorias que por exemplo dizem que o nazismo era de esquerda, que os milicos brasileiros gostavam mesmo é de Marx... tô sabendo. :)

[]s

Marcos Matamoros said...

E pensar que Sayad já foi cotado várias vezes para comandar o Banco Central. Imagino como seriam as reuniões do Copom. Com a perplexidade de Sayad diante do estar-no-mundo, os encontros durariam dias

Igor Taam said...

"Direita é quem lê o texto de uma única forma que vira mandamento ou lei. A esquerda relê, e a cada leitura escreve de novo. Direita são os fariseus, os donos dos textos."

Heins?

Jorge Nobre said...

Estamos sendo governados por diversos tipos de Sayads desde quando? Desde 1930, I presume.

Igor Taam said...

"sei, aquelas teorias que por exemplo dizem que o nazismo era de esquerda, que os milicos brasileiros gostavam mesmo é de Marx..."

Hein?, de novo.

Esse pessoal anda bebendo.

Fernando said...

E a cachaça é forte...

Cláudio said...

Paulo, off-topic: acho que este tipo de assunto te interessa:

http://newsroom.ucla.edu/page.asp?RelNum=6664