Friday, December 30, 2005

Sobre o Irã

Olha, eu sei lá se esse pessoal é louco o suficiente para atacar Israel, os EUA, ou seja lá quem for.

Mas certas imagens valem mais que mil palavras. Dêem uma olhadinha nesses videos. Vejam o #924, da menina de 3 anos e meio falando sobre os "apes and pigs". Ou melhor, vejam o #964. Ou quem sabe o #972.

A pergunta é: Porquê isso não aparece na grande mídia? Porquê o ocidente todo não se une para pelo menos mostrar o ridículo dessa ideologia insana?

Se a CIA peida ou se o Bush espirra, o mundo cai de pau. Enquanto isso, esse tipo de absurdo continua acontecendo e todo mundo deixa pra lá. E ficam tentando achar culpa no próprio quintal quando esses malucos fazem aquilo que foram treinados durante toda vida.

Esse sim é o maior perigo da nossa civilização acabar em desastre: A completa falta de bom senso.

14 comments:

Cláudio said...

Paulo, eu concordaria com a "falta de bom senso" se não achasse que muito do que ocorre é intencional, objetivando ganho político. Sei que é uma visão estreita dessas pessoas achar que uma pequena vitória hoje vale o risco de uma derrota geral amanhã mas, hey, quem disse que clareza de pensamento é o forte desse pessoal?

Cláudio said...

By the way, Feliz 2006!

Fernando said...

Também concordo que é hipocrisia se escandalizar com Abu Graib e achar normal terroristas cortando a cabeça de civis inocentes. Porém, o inverso também é verdade. Justificar um pelo outro, então, é cometer dupla hipocrisia.

[]s

Anonymous said...

"Também concordo que é hipocrisia se escandalizar com Abu Graib e achar normal terroristas cortando a cabeça de civis inocentes. Porém, o inverso também é verdade. Justificar um pelo outro, então, é cometer dupla hipocrisia."

Eu me escandalizo com os dois. Aí pode?

A diferença é que eu sempre vou ser mais crítico dos americanos, pq eles representam a minha cultura, os meus ideais, sao o país onde eu vivo. Pra mim, os árabes são quase abstratos. Já os americanos são bem reais e quando jogam no lixo os ideais e princípios que também são meus eu sofro tanto quanto sofri ao ver aquele avião entrando no WTC.

Essa é a diferença.

Alex Castro

Jorge Nobre said...
This comment has been removed by a blog administrator.
Jorge Nobre said...
This comment has been removed by a blog administrator.
Fernando said...

Alex, ninguém disse que não podia. Pelo contrário, não vejo como poderia ser diferente. Por isso quando Abu Graib aconteceu eu me encandalizei por duas razões, pela tortura em si e pelo fato de que ela não ajuda em nada, seja em conseguir informação, seja em imagem. Nunca vai ser possível satisfazer os anti-americanistas de plantão, mas não vejo vantagem em alienar o resto.

[]s

Paulo said...

Alex e Fernando,

Sabe qual eh o problema? O problema eh que enquanto se exige perfeicao de um lado se ignora absurdos do outro porque eles sao "abstratos". 9/11 nao teve nada de abstrato, I can tell you that much.

Eu me preocupo com os EUA pelos mesmos motivos de vcs, mas eu entendo que numa guerra tao assimetrica fica quase impossivel vc exigir perfeicao. A minha principal preocupacao eh que o lado certo ganhe. E nao me venham dizer que se nao for uma vitoria perfeita nao conta. Conta sim. E pior, talvez seja a unica maneira de vencer.

[]s

Cláudio said...

Paulo, este teu último comentário é um prato cheio para os politicamente corretos e relativistas de plantão. E eu concordo 100% com ele. Eu nunca me escandalizarei da mesma forma com Abu Graib e cabeças de inocentes sendo cortadas por uma mera questão de senso de proporção.

Fernando said...

Paulo,

Inimigo é aquele que faz você perder a guerra, independente de que lado esteja.

Abraços e Feliz Ano Novo!

destruidor said...

Ainda chafurdando na pocilga de lama quentinha e perfumada da mentira, Paulo?

É lamentável porém esperado que você tenha escolhido esse caminho através de seu arbítrio. Seria esperar demais que você transcendesse a carne...

Já lhe avisei que Internet não é televisão, não é também jornal nem revista; você e os de sua extirpe correligionária se danarão novamente, merecidamente.

destruidor said...

*estirpe*

Chantinon said...

Bush não é chave para esse problema. Pelo contrário, é gasolina atirada na fogueira.
Trace um paralelo com a segurança pública brasileira e verá que má administração e poeira nos olhos do povo é que geram alienados (e perigosos).

E acredite, é cada dia maior o numero de pessoas que acreditam que os campos de concentração não existiram, além da dúvida se o homem foi a lua.

Anonymous said...

Não entendi esse post. As notícias são sempre dadas do ponto de vista dos EUA. Em todos os lugares. Quem se importa com os civis iraquianos, morrendo como formigas, assassinados? Falta ver muita coisa na TV, mas DO OUTRO LADO, desse lado já sabemos de tudo.