Monday, February 28, 2005



Terça, 1 de março, 2005

Olavo de Carvalho

Esse post do Soares Silva sobre Olavo de Carvalho está fantástico.

Quase tudo que eu queria escrever já está lá. A minha parte favorita foi "Quem odeia Olavo de Carvalho passa a ficar obcecado com ele de um jeito como talvez nenhum de seus alunos fique; não há olavete tão olavete quanto um anti-olavete. Se me mostram um blog que mencione Olavo de Carvalho pelo menos uma vez a cada dois posts, sei que é alguém de esquerda: eles vêem, para reverter o clichê sobre comunistas, Olavo de Carvalho debaixo da cama."

Eu senti na pele essa situação. Há alguns anos atrás, quando eu começei a escrever sobre política aqui e ali, achei o Mídia sem máscara. Mandei uns textos meus sem muita pretenção, e eles acabaram publicando. Nem preciso dizer que virei um demônio para certas pessoas. Mesmo quando parei de escrever para lá, basicamente quando criei esse blog, certas pessoas nunca 'me perdoaram'.

Eu nunca poderia ter imaginado que tanta gente odiasse tanto o Olavo de Carvalho. É como se esse pessoal ficasse revoltado com a existência dele. Os meus textos no MSM não eram de forma alguma em defesa dele, mas só o fato de eu estar escrevendo no mesmo website já era o suficiente para eu receber parte do ódio. Poucas vezes eu recebia críticas especificamente do que eu escrevia, a bronca era só com a irmandade que aparentemente eu tinha ingressado.

Como escrever era (e continua sendo) somente um hobby, eu deixava para lá. Mas deu para sentir o gostinho. Consigo imaginar o que deve ser a vida do Olavo de Carvalho. E não é por menos que ele é agressivo. Aguentar esse pessoal não é facil.

Na minha opinião, essa aversão ao Olavo vem do fato dele lembrar algo que a esquerda faz muita força para negar: a total inexistência da direita atualmente no Brasil. Pode parecer sem sentido, já que a total aniquilação do seu adversário é uma vitória. Mas nesse caso, é uma vitória ingrata. Ser a única opção política implica em admitir culpa total nos fracassos atuais.

Então, quando o Olavo fala, fica mais difícil para esse pessoal fingir que o Severino é direita. Fica mais difícil de aceitar que o PFL, PSDB, PMDB e PP são o oposto do PT. Afinal, se for assim como é que eles podem ser tão diferentes de um Olavo de Carvalho? O que é o oposto do oposto?

O Olavo, assim como o do Mainardi, incomodam mais pelo que representam. Se tivessemos uma variedade política real no Brasil, eles seriam somente comentaristas. Hoje em dia, eles são um lembrete de que existe um outro caminho.

1 comment:

Otavio Pelegrini said...

Bem, bem....Olavo representa o escraxo dessa zona toda