Monday, May 02, 2005


Segunda, 2 de maio, 2005

Ranking da globalização 2005

A Foreign Policy publicou esse mês o novo Ranking da globalização 2005.

Nos top 10, nenhuma surpresa. Cingapura roubou o primeiro lugar da Irlanda, a Suécia voltou a subir (oitavo lugar) e a Nova Zelândia saiu do grupo caindo para a décima primeira posição.

A "surpresa" é que o nosso Brasil neoliberal conseguiu a façanha de cair de posição. Não satisfeitos com o 53.o lugar de 2004, agora somos 57 de um grupo de 62 países. Só estamos a frente de Bangladesh, Egito, Indonésia, Índia e Irã. Estamos 23 posições atrás do melhor latino americano, o Chile. E olha que estar em 34 nem é tão impressionante assim.

Para ser justo, não acho esse ranking um primor de critérios. Porque eles triplicam o índice do valor de investimento estrangeiro, por exemplo, é um mistério. E também contar contribuição de tropas para ONU como prova de globalização é um tanto discutível.

Mas enfim, é um estudo que merece atenção. Principalmente em casos como o do Brasil, aonde existe essa crença maluca de que somos realmente globalizados e que nossos problemas vem do 'excessivo liberalismo'.

Se alguém achar alguma notícia de algum jornal brasileiro sobre isso me avise. Eu não achei nenhuma.

3 comments:

Raimundo Arão said...

Não vi sair nada. Felizmente existem blogs (como o FYI) para ficarmos mais informados e, também, informar de vez em quando.

Marcelo said...

Saiu essa notinha n'O Globo, do dia 28/04:

Porta fechada

Com Lula lá, o Brasil caiu quatro posições no ranking que mede o grau de globalização, feito pela revista "Foreign Policy Magazine". O país aumentou seu comércio externo, mas caiu para o 57º lugar, atrás de Peru, Colômbia, Venezuela e Argentina.

Cingapura assumiu a ponta, depois de três anos de liderança da Irlanda.

Paulo said...

Ja nao eh a primeira vez que o Globo eh o unico a publicar esse tipo de noticia (apesar de que poderiam ter falado mais...)

Menos mal!