Monday, July 25, 2005

Mensagem clara

O Egito não participou da "Coalition of the willing". Não participou nem mesmo da guerra no Afeganistão.

A justificativa para esse ataque que matou dezenas de pessoas (diferente do ataque de 97, a maioria dos mortos são egípcios) foi que "o Egito é pró-Ocidente".

Esse pessoal que acha que a guerra do Iraque é a mãe do terrorismo mundial devia pelo menos tentar conhecer a história da Alqaeda. E não estou falando somente sobre o tão comemorado financiamento americano dos mujahideen, mas sim dos objetivos da mesma.

É preciso entender que a bronca de Bin Laden and the boys não é com as falsas acusações das WMDs, ou com as disputas internas de Sunitas e Xiitas. Muito menos com o fato de que civis iraquianos são collateral damage do processo (até porque eles continuam matando civis iraquianos propositalmente).

Também se enganam aqueles que pensam que o objetivo é a retirada de tropas ocidentais das "terras sagradas". As tropas americanas já sairam da Arabia Saudita há anos, e nada mudou.

A Alqaeda tem como único objetivo a destruição do Ocidente e a criação de um império islâmico mundial. Qualquer governo que não coopere com a causa, é um inimigo. Pode ser engraçado como esse tipo de declaração lembra o Bush, mas a semelhança está só na superfície. Os EUA não vão bombardear a França, ou qualquer outro país que não ajude na luta contra esse pessoal. Pode-se até criticar a falta de tato, mas a retórica americana nada mais é do que um pedido de ajuda. Já a Alqaeda não é muito chegada em double entendre. Ela vai explodir o que puder e quem quer que fique na sua frente.

Pensem bem: Se o Egito, aonde pessoas são presas por "insulting heavenly religions", é considerado pró-ocidente, todos outros países minimamente civilizados deveriam entender que são alvos.

Infelizmente, certas pessoas só vão entender isso quando começarem a ver o seu quintal pegar fogo. Literalmente.

2 comments:

Ronzi said...

Fico na dúvida se me preocupo mais com as cuecas brazucas ou com as bombas da al qaeda, meu caro!

Andr? Kenji said...

O Egito recebe um bilhão de dólares dos EUA em ajuda externa por ano e sempre foi um aliado importante dos EUA na região.